O carro do Santo

A Volvo é a empresa sueca de automóveis mais antiga do país. Foi fundada em 1927. No princípio fabricava automóveis muito parecidos com os norte-americanos, mas depois da década de 40 começou a fabricar modelos mais originais.

Seus modelos sempre se destacaram mundialmente pela segurança e pela robustez. Um estudo feito na década de 80, revelou que um carro da marca tinha a média de vida de 19,5 anos. A mais alta entre todos os automóveis do mundo. Volvo em Latim quer dizer “Eu rodo”. E rodam!

Em 1956 a fabrica nórdica, situada em Göteborg, estava interessada em produzir um modelo esporte. Os primeiros desenhos foram feitos pelo estúdio italianos Frua e Ghia. Um terceiro desenho foi feito pelo sueco Pelle Peterson que já tinha trabalhado na Frua. Este foi o escolhido. Em janeiro de 1960, no salão de Bruxelas, na Bélgica, o cupê P 1800,  foi apresentado ao publico. Seu desenho e estilo fugiam da rotina. Não era nada ortodoxo.

Era um 2+2 com linhas muito arredondadas. Frente longa e baixa e a traseira era distinta por seus quase rabos de peixe. Detalhe interessante era o friso cromado lateral que saía do meio da linha do para-lamas dianteiro e findava, fazendo uma curva ascendente, após a porta dianteira. Na frente a grade oblonga tinha pequenos retângulos. Nas extremidades dois grandes faróis redondos e um pouco mais abaixo as luzes de seta, também redondas. O interior era muito bem cuidado e acabado. O volante de três raios tinha boa empunhadura e tamanho correto. O painel, acolchoado, acomodava vários instrumentos e os bancos eram esportivos, mas ao mesmo tempo confortáveis.

Seu motor era um quatro cilindros em linha, 1,78 litros e desenvolvia 108 cavalos a 6000 rpm. As válvulas estavam posicionadas no cabeçote e a maquina era alimentada por dois carburadores da marca SU em posição horizontal. Este grupo propulsor era muito leve. Pesava só 143 quilos graças ao emprego de alumínio em alguns componentes. O peso total do carro era de 1120 quilos.

O cambio tinha quatro marchas sincronizadas sendo que a última era “overdrive”. Este recurso era bastante apreciado na Suécia e era uma característica da linha Volvo na época. Fazia de 0 a 100 km/h em 11,5 segundos e chegava a final de 175 km/h. Muito interessante para a época. Tinha boa arrancada, velocidade final e boa estabilidade em curvas. As rodas eram simples com calotas cromadas sendo que ao centro havia um símbolo redondo com a letra “V” central. Usava pneus 165 x 15. Para frear contava com freios a disco da marca Girling na dianteira e tambores atrás. Todos com servofreio. Este automóvel usava vários componentes mecânicos do modelo 122 S (abaixo) que foi um sedã muito famoso em todo o mundo. 

Os primeiros 250 carros foram fabricados na Suécia e os outros seriam fabricados na Inglaterra pela Jensen devido a baixa capacidade  de produção da fabrica sueca. Mas insatisfeita com o ritmo de produção, a Volvo se expandiu, construiu uma fábrica dois anos depois e passou a fabricar todos em seu próprio território. Então, a partir de 1963, o carro passou a se chamar 1800 S. Este S não era de Sport e sim de Sweden. Apesar das linhas pouco comuns fazia sucesso na Europa e nos Estados Unidos. Alguns americanos chegaram a compará-lo, quando dirigido, ao Porsche 356 e aos antigos Ford Thunderbird. Só que era bem mais barato.

Em 1965 o motor ganhava um pouco mais de potência e passava a ter 115 cavalos graças a troca do comando de válvulas. 

Em 1968 o motor passava a ter 2,0 litros  e ganhava sistema de injeção eletrônica Bosch D-Jetronic o que fez a potência aumentar para 130 cavalos . A velocidade final passou a ser de 190 km/h e chegava a 100 km/h em 10 segundos. O modelo recebeu denominação 1800 E.  As rodas passavam a ser de liga leve e ganhavam um bonito desenho. Os pneus passavam a ser 185 70/15.

Em 1971 foi lançado o modelo ES que era uma perua esportiva do 1800 sendo que foi desenhada pelo italiano Coggiola. Destacava-se a grande porta traseira de vidro, sem armação, com dobradiças que vinham do teto e embaixo uma maçaneta cromada para a abertura da mesma. Resultou num estilo bastante interessante e único. Na lateral também, atrás das portas dianteiras, havia um grande vidro. O carro ficou equilibrado e bastante interessante.  

O primeiro P 1800 ficou mundialmente famoso graças ao sucesso da série de TV britânica “O Santo”. O ator Roger Moore, em inicio de carreira, na pele do detetive Simon Templar,  fazia suas investigações a bordo de um modelo branco. A Jaguar foi sondada na época para usar o Jaguar E-type, mas não quis patrocinar os episódios. A empresa sueca apostou e lucrou! O cupê foi fabricado até 1971 e sua carroceria quase não sofreu alterações durante toda a produção. A  produção do Sports Wagon terminou em 1973. Foram produzidos um total de 47.400 exemplares.

Em 2017 a Volvo fez 90 anos

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A premiação na Autoclásica na Argentina

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O modelo Sports Wagon

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O Recorde

O Senhor Irv Gordon é um professor de ciências aposentado e mora nos arredores de Nova York nos Estados Unidos. Em 1966 ele comprou um Volvo P1800 S novo em uma concessionária da marca. Entusiasmado no primeiro final de semana rodou 1.500 milhas com o esportivo, ou seja, 2.400 quilômetros. Não parou mais de usar intensamente seu carro. Ia à Florida encontrar parentes e no inverno esquiar no Canadá. Em meados de 2010 bateu o recorde e o P1800 estava com 4.500.000 quilômetros e impecável. O motor foi refeito apenas duas vezes e a embreagem uma. Irv sempre respeitou os limites do carro e também sempre o revisava na mesma concessionária. Tem outro Volvo adquirido em 1987, um 780 C.

 ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Nas Telas

O seriado The Saint (O Santo) foi uma série de televisão inglesa que passou em vários países. A série baseada no personagem literário Simon Templar, criado em 1920 por Leslie Charteris. Foram 118 episódios em seis temporadas.  Simon Templar (Rooger Moore) é "O Santo", um espião inglês, astuto e sabe usar seu charme para conseguir informações precisas para encontrar os bandidos. A série foi de 1962 à 1969. Depois ele estrelou Os Persuaders como Lord Brett Sinclair. Ficou depois muito mais conhecido  como James Bond. Observe a placa do carro ST1 (Simon Templar 1)

Cenas do seriado. Assista algumas cenas onde o Volvo aparece muito

E no magnífico desenho Cars 2 o Volvo P1800 é o espião britânico Finn McMissile.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Em Escala

Os que estão na cartela são os ótimos Matchbox na escala 1/64. O azul é o Finn McMissile do desenho Cars 2 em metal Zamac da Mattel.  E o dourado é outro Matchbox. Um Volvo C30 de 2007. E o branco, meio machucado, é um Corgi Toys na escala 1/43 que será cuidadosamente restaurado! Observe o desenho do Santo no capô.

Para ler - Clique no livro para acessar

Picapes Chevrolet - Robustez que conquistou o Brasil

Caminhões FNM 

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A História do Automóvel - Três volumes

Uma excelente coleção para quem quer conhecer o mundo ao automóvel é o Box coleção: A História do Automóvel - 3 volumes . O autor é o famoso engenheiro e jornalista José Luiz Vieira um dos responsáveis das edições da antiga revista Motor 3. Estes exemplares citados aqui tem excelente qualidade gráfica e editorial. Vem no formato 19 x 26 x 9 cm. São ao todo 1.320 páginas contando a história de todo automobilismo mundial com muitos textos e fotos. Ele se divide em:

  • Volume 1 - da pré-história a 1908
  • Volume 2 - de 1908 a 1950
  • Volume 3 - de 1950 aos dias atuais

Clique abaixo acessar o site.

Os bons livros da Editora Alaúde. Clique abaixo.

Compre livros de carros nacionais ou estrangeiros na Clique aqui para comprar livros

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A Editora Alaúde fez uma tem ótimos livros sobre os carros brasileiros e estrangeiros. Clique sobre a figura e acesse.

Vários bons títulos.

Ambos em capa dura e são muito ricos em fotos e dados. Clique sobre a figura para acessar.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Texto, fotos e montagem Francis Castaings. Demais fotos de divulgação.

© Copyright - Site http://www.retroauto.com.br - Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução de conteúdo do site sem autorização seja de fotos ou textos.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Volte a página principal do site.