Nascar - National Association for Stock Car Auto Racing - Nascar Cup Series - Campeonato de 2021

Kansas Speedway - Buschy McBusch Race 400

Kyle Busch quebra o jejun e ganha no dia de seu aniversário. Foram 400 milhas, 217 voltas, na prova do Kansas divididas em 80,80 e 107 voltas nos três segmentos. Foi a décima primeria etapa no dia 2 de maio de 2021. A prova foi decidida no último segmento com três relargadas já no final da corrida. O Toyota Camry nº 18 de Kyle, da equipe Joe Gibbs Racing, não era o favorito, mas soube apreveitar as relargadas, principalmente na ultima faltando duas voltas para o final. Venceu o primeiro segmento o que fez acumular pontos no campeonato. E já está classificado para o Play Off. Ocorreram durante a prova acidentes sem gravidade. O circuito de Kansas possui 1.5 milhas ou 2.4 kms de extensão com 15° de inclinação nas maiores curvas e 10° na curva do tri-oval que foi inaugurado em 2001 e tem uma capacidade de receber 80 mil espectadores. Contou com um público bem menor mantendo or protocolos de segurança.  A melhor volta ocorreu a 315 km/h.

Kevin Harvick ficou em segundo com seu Ford Mustang nº4 após duelar com Kyle nas últimas voltas.

Brad Keselowski, com seu Ford Mustang nº2 da equipe Penske, vencedor da última prova, chegou em terceiro

O Resultado

Matt Dibenedetto chegou em quarto com seu Ford Mustann nº 21

Chase Elliot com seu Chevrolet Camaro nº9 chegou em quinto

Martim Truex Jr. Chegou em sexto com seu Toyota Camry nº19

Tyler Reddick com seu Chevrolet Camaro nº8 chegou em sétimo

Chris Buescher com seu Ford Mustang nº17 chegou em oitavo.

Em nono lugar chegou William Byron com seu Chevrolet Camaro nº 24

Em décimo lugar marcando pontos chegou Austin Dillon com seu Chevrolet Camaro nº3

Cenas da prova Kansas Speedway - Buschy McBusch Race 400

Texto, montagem e tradução Francis Castaings  - Fotos/Photos from Getty Images - Nascar National Association for Stock Car

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

© Copyright - Site http://www.retroauto.com.br - Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução de conteúdo do site sem autorização seja de fotos ou textos

Role a página para saber um pouco da história da Nascar no final desta

Volte a página principal


Nascar - National Association for Stock Car Auto Racing - Nascar Cup Series - Campeonato de 2021

Talladega Superspeedway - GEICO 500

Décima etapa da Nascar em 25 de abril de 2021. E outro piloto vence. É o nono diferente a vencer e desta vez a vitória foi para Brad Keselowski, sempre combativo, com seu Ford Mustang nº2 da equipe Penske. A pista no estado do Alabama, um super Speedway, foi construído em 1969 no local da antiga Base da Força Aérea de Anniston. Conta com 2,66 milhas (4,28 quilômetros) com retas com inclinação de 3 graus e curvas com 16 e 33 graus respectivamente. Foram três segmentos com 60,60 e 68 voltas. O primeiro vencido por Matt DiBenedetto contou com um grande acidente cujo maior prejudicado foi Joey Logano. Seu Ford Mustang nº22 voou e capotou várias vezes. Nada aconteceu ao piloto. Só muito susto.Uma cena impressionante!

Como se não bastasse, na última volta do segundo segmento, vencido por Bubba Wallace, o primeiro na sua carreira, outro grande acidente que tirou nomes de destaque na competição. E a quatro voltas do último segmento, outro acidente que mudou o rumo da prova. A Nascar sempre surpreende!  E a prova terminou na prorrogação! Brad está classificado para o Play Off no final do ano. É sua sexta vitória em Talladega e foi campeão em 2012.  A pista é muito rápida e a melhor volta foi de Denny Hamlin que cravou 195,30 milhas por hora ( 321,75 km/h). Muito para um carro de cerca de 1.500 quilos.

Willian Byron com seu Chevrolet Camaro nº24 chegou em segundo

Michael Mcdowell Chegou em terceiro lugar com seu Ford Mustang nº34

O Resultado

Kevin Harvick chegou em quarto lugar com seu Mustang nº4. Também muito combativo

Matt DiBenedetto liderou 28 voltas, mas não foi desta vez. Sempre muito boa sua performance. Chegou em quinto com seu Ford Mustang da equipe Wood Brothers Racing.

Kaz Grala com seu Chevrolet Camaro n° 16 chegou em sexto. Seu melhor resultado na Nascar. Ficar entre os dez primeiros já é uma honra e vale pontos

Tyler Reddick com seu Chevrolet Camaro nº8 chegou em sétimo

Austin Dillon com seu Chevrolet Camaro nº3 chegou em oitavo

Ryan Blaney com seu Ford Mustang nº 12 chegou em nono. Chegou a liderar 11 voltas.

Cole Custer com seu Ford Mustang n° 27 foi o décimo.

Cenas de Talladega

Texto, montagem e tradução Francis Castaings  - Fotos/Photos from Getty Images - Nascar National Association for Stock Car

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

© Copyright - Site http://www.retroauto.com.br - Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução de conteúdo do site sem autorização seja de fotos ou textos

Role a página para saber um pouco da história da Nascar no final desta

Volte a página principal


Nascar - National Association for Stock Car Auto Racing - Nascar Cup Series - Campeonato de 2021

Richmond Raceway - Toyota Owners 400

A Nascar surpreendeu outra vez na nona etapa em Richmond estado americano da Virgínia. Foi o oitavo piloto diferente, Alex Bowman, da equipe Hendrick Motorsports, também já classificado para os Play Off e também pelo Chevrolet Camaro ZL1 nº48 que os fãs da categoria não viam há muito em primeiro lugar desde a última vitória de Jimmie Johnson em 2017 nas pistas de Bristol, Texas e Dover também com um Chevrolet SS nº48 . No pequeno circuito com 0.75 milhas ou 1.206 metros de extensão possuindo 14° de inclinação, foram três segmentos com 80,155 e 165 voltas totalizando 300 milhas. Bowman soube aproveitar a última relargada numa prova que estava muito disputada e que deixou frustrado mais uma vez Denny Hamlin com seu Toyota Camry nº11. A pista de asfalto é muito abrasiva e castiga os pneus. Mais uma ótima prova que teve seu momento maior no ultimo segmento.

Denny Hamlim chegou em segundo com seu Toyota Camry nº11, ganhou os dois primeiros segmentos e ainda é o líder do campeonato em pontos. Em todas chegou entre o cinco primeiros, mas ainda não ganhou.

Joey Logano, também muito agressivo chegou em terceiro com seu Ford Mustang nº22.

O Resultado

Em quarto lugar chegou Cristopher Bell com seu com seu Toyota Camry nº20

Em quinto chegou Martim Truex Jr com seu Toyota Camry nº19

Em sexto lugar chegou Aric Almirola com seu Ford Mustang nº10

Em sétimo chegou Willian Byron com seu Chevrolet Camaro nº24

Em oitavo chegou Kyle Busch com seu Toyota Camry nº 18

Em nono lugar chegou Matt Dibenedetto com seu Ford Mustang  nº 21

Em décimo lugar chegou Austin Dillon com seu Chevrolet Camaro nº 3

Cenas da prova de Richmond 400

Texto, montagem e tradução Francis Castaings  - Fotos/Photos from Getty Images - Nascar National Association for Stock Car

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

© Copyright - Site http://www.retroauto.com.br - Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução de conteúdo do site sem autorização seja de fotos ou textos

Role a página para saber um pouco da história da Nascar no final desta

Volte a página principal

Nascar - National Association for Stock Car Auto Racing - Nascar Cup Series - Campeonato de 2021

Martinsville Speedway - Blue Emu Maximum Pain Relief 500

Martins Truex Jr. mostrou mais uma vez que é um especialista em circuitos pequenos. Venceu a oitava prova do campeonato com muita técnica sabendo aproveitar os bons momentos de ultrapassagem.E também na relargada ná última parada nos boxes dos concorrentes. Saiu em primeiro e não largou mais a ponta. E passou a linha de chegada com boa vantagem sobre Chase Elliot e Denny Hamlin que duelavam.

Foram 500 voltas, 163 milhas (423 quilômetros) divididos  em três segmentos de 130,130 e 240 voltas no circuito de 0,526 milha que exigem muito dos pilotos. A prova começou no sábado,mas foi interrompida por causa da chuva, após 42 voltas e foi retomada hoje, 11 de abril, domingo . Foram 17 bandeira amarelas, duas vermelhas sendo a segunda no terceiro segmento por causa de acidentes. Foram vários, mas sem maiores gravidades para os pilotos. Já os carros...No último acidente se envolveram 15 carros na volta 386. E vários duelos muito bons foram travados para o 1º,2º3º,4º, 5º e 6º lugares. Disputas ótimas e vibrantes.

Chase Elliot chegou em segundo com seu Chevrolet Camaro ZL1 nº2

O terceiro lugar ficou com Denny Hamlin com seu Toyota Camry nº11 e merecia ter ganho a prova. Perdeu  rendimento nas ultimas voltas. Ele liderou 276 voltas na corrida

O resultado

Willin Byron chegou em quarto lugar com seu Camaro Zl1

Kyle Larson Chegou em quinto com seu Chevrolet Camaro Zl1 n 5

Joey Logano, vencedor da prova passada chegou en sexto com seu Ford Mustang nº22

O sétimo lugar foi para Christopher Bell com seu Toyota Camry nº 20 da equipe Joe Gibbs Racing

O oitavo lugar foi para Tyler Reddick da equipe Richard Childress Racing com seu Chevrolet Camaro Zl1 nº 8.

O npno lugar para Kevin Harvick no Ford Mustang nº4

O décimo lugar foi para Kyle Busch com seu Toyota Camry nº18

Cenas da prova de Martinsville

Texto, montagem e tradução Francis Castaings  - Fotos/Photos from Getty Images - Nascar National Association for Stock Car

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

© Copyright - Site http://www.retroauto.com.br - Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução de conteúdo do site sem autorização seja de fotos ou textos

Role a página para saber um pouco da história da Nascar no final desta

Volte a página principal



Nascar - National Association for Stock Car Auto Racing - Nascar Cup Series - Campeonato de 2021

Bristol - Food City Dirt Race

Muita terra, barro e lama na corrida do Coliseu de Bristol, nesta segunda-feira, dia 29 de março. Foram três estágios com 100, 100 e 50 voltas neste circuito de 0,858 metros (0,533 milha) com quatro curvas, e inclinação das retas com 9  graus e curvas com 26 e 30 graus. Sétima corrida do ano e um sétimo piloto diferente. Desta vez foi Joey Logano com seu Ford Mustang nº22 equipe Penske que chegou em primeiro lugar e também ganhou o segundo estágio numa prova muito difícil para pilotos e carros. A visibilidade era mínima para quem ficava atrás. Foram 10 as bandeiras amarelas, com alguns acidentes sem maiores gravidades para os pilotos, mas os carros... Muito perigoso! Logano também já está classificado para o Play Off no final do ano. Serão dez provas para 16 pilotos disputarem. 

O segundo lugar foi para Ricky Stenhouse Jr. com seu Chevrolet Camaro ZL1 da equipe JTG Daugherty Racing. Observe a tela na frente do radiador para proteger dos detritos da pista. Era trocada ou limpa nas paradas de boxe.

O terceiro lugar foi para Denny Hamlin com seu Toyota Camry nº 11 da equipe Joe Gibbs. Fez uma ótima prova e quase ganhou

O Resultado

Chegou em quarto o piloto mexicano Daniel Suarez com seu Chevrolet Camaro ZL1 nº 99. Também se destacou

Em quinto chegou Ryan Newman  com seu Ford Mustang nº6

O sexto lugar foi para Willian Byron com seu com seu Chevrolet Camaro Zl1 nº24 da equipe Hendrick Motorsport

Em sétimo foi Tyler Reddick da equipe Richard Childress Racing com seu Chevrolet Camaro nº 8

Em oitavo chegou Ryan Blaney com seu Ford Mustang nº12

Erick Jones chegou em novo com seu Chevrolet Camaro ZL1 nº43

Chase Elliott, com o Chevrolet Camaro nº9 da Hendrick Motorsports foi o décimo.

Detalhe dos pneus especiais para o tipo de piso. Muito esforço para a suspensão e muito desgaste para os pneus.

Cenas da Food City Dirt Race em Bristol

Texto, montagem e tradução Francis Castaings  - Fotos/Photos from Getty Images - Nascar National Association for Stock Car

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

© Copyright - Site http://www.retroauto.com.br - Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução de conteúdo do site sem autorização seja de fotos ou textos

Role a página para saber um pouco da história da Nascar no final desta

Volte a página principal

Nascar - National Association for Stock Car Auto Racing - Nascar Cup Series - Campeonato de 2021

Atlanta Motor Speedway - Folds of Honor QuikTrip 500

Sexta prova da temporada e mais um piloto que ainda não ganhou em 2021. Foi o sexto personagem a passar em primeiro lugar após ultrapassar Kyle Larson que dominou a prova. Ryan Blaney, piloto da Penske, com seu Ford Mustang nº 12 foi o herói da noite. Foram 325 voltas divididas em três segmentos com 105,105 e 125 voltas. Larson venceu o primeiro e o segundo estágio, mas foi superado no final por Blaney numa corrida sem tumultos ou acidentes graves.  Abaixo Blaney num gesto muito bacana entregando a bandeira quadriculada á um garoto torcedor. Belo gesto! Ryan Blaney também já classificado para o Play Off no final do ano.

O circuito foi aberto às corridas em 1960. Sua capacidade nas arquibancadas é de 120 mil pessoas e suas curvas possuem uma inclinação de 24 graus e na reta é de 5 graus. Apesar de ser uma pista de asfalto, castiga muito os pneus e suspensão dos bólidos. Todas as três marcas, Chevrolet, Ford e Toyota contam com vitórias e pilotos diferentes. A melhor volta foi registrada por Kevin Harvik com 166,85 milhas por hora(275 Km/h)

O segundo lugar foi para Kyle Larson em seu Chevrolet Camaro ZL1 nº 5. Larson liderou 269 voltas das 325.

Em terceiro lugar foi para o Chevrolet Camaro nº48, ex Jimmie Jonhson, pilotado por Alex Bowman

O Resultado

Denny Hamlin com seu Toyota Camry nº 11 da equipe Joe Gibbs chegou em quarto lugar.

Kyle Busch (Toyota Camry nº18 da equipe Joe Gibbs) chegou em quinto

Austin Dillon com seu Chevrolet Camaro ZL1 chegou em sexto lugar

Chris Buescher com seu Ford Mustang nº17  chegou em sétimo lugar

Em oitavo chegou Willian Byron com seu Chevrolet Camaro Zl1 nº24 da equipe Hendrick Motorsports assim como Kyle Larson

Martin Truex Jr., vencedor da prova anterior, chegou em nono lugar com seu Toyota Camry nº19  da equipe Joe Gibbs

Kevin Harvick, com seu Ford Mustang nº4, completou os dez primeiros

Cenas da prova em Atlanta. O Cãozinho da foto é para farejar quem está  ou não com covid-19. A corrida contou com um pequeno público.

Texto, montagem e tradução Francis Castaings  - Fotos/Photos from Getty Images - Nascar National Association for Stock Car

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

© Copyright - Site http://www.retroauto.com.br - Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução de conteúdo do site sem autorização seja de fotos ou textos

Role a página para saber um pouco da história da Nascar no final desta

Volte a página principal

Nascar - National Association for Stock Car Auto Racing - Nascar Cup Series - Campeonato de 2021

Phoenix Raceway Instacart 500

Na quinta etapa do ano, em 14 de março, um quinto piloto vencedor fez as pazes com a vitória. Há 36 edições ele não passava em primeiro após a bandeira quadriculada. Martin Truex Jr., da equipe Joe Gibbs,  foi o quinto piloto diferente a vencer neste ano, foi sua primeira vitória em 2021 e a primeira no pequeno circuito de Phoenix em Avondale, Texas. Fez uma prova muito regular na pista de 1 milha que contou com 316 voltas em três estágios de 75, 115 e 122 voltas. Na volta 287, Martin Truex foi para o ataque e passou  Logano que ia muito bem na prova. E disparou!

Outra vez uma corrida sem maiores acidentes, poucas bandeiras amarelas e muita tática das equipes.

O Segundo lugar foi para Joey Logano com seu Ford Mustang nº22. Venceu também o segundo estágio e foi o que mais liderou voltas. 

O terceiro lugar ficou para Denny Hamlin com seu Toyota Camry nº11  da equipe Joe Gibbs 

O Resultado

O quarto lugar foi para Brad Keselowski, sempre combativo, com seu Ford Mustang nº2 da equipe Penske, Foi muito bem na prova.

Em quinto lugar ficou para Chase Elliot com seu Chevrolet Camaro nº9 da equipe da Hendrick Motorsports

O sexto lugar foi para Kevin Harvick com seu Ford Mustang nº 4

O sétimo lugar foi para Kyle Larson. Ele se recuperou muito bem após duas penalizações por ter ultrapassado o limite de 50 milhas por hora nos boxes. Estava com um carro muito bom na pista.

O oitavo lugar foi para Willian Byron com seu Chevrolet Camaro nº24 da equipe Hendrick Motorsports

O nono lugar foi para Christopher Bell com seu Toyota Camry nº 20 da equipe Joe Gibbs Racing

O décimo lugar foi para Ryan Blaney com seu Ford Mustang nº12. Ele venceu o primeiro segmento.

Cenas de Phoenix Raceway Instacart 500

Texto, montagem e tradução Francis Castaings  - Fotos/Photos from Getty Images - Nascar National Association for Stock Car

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

© Copyright - Site http://www.retroauto.com.br - Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução de conteúdo do site sem autorização seja de fotos ou textos

Role a página para saber um pouco da história da Nascar no final desta

Volte a página principal


Nascar - National Association for Stock Car Auto Racing - Nascar Cup Series - Campeonato de 2021

Pennzoil 400 - Las Vegas Motor Speedway

Kyle Larson foi absoluto nas 400 milhas de Las Vegas neste domingo, 7 de março. A prova no estado de Nevada aconteceu com três segmentos de 80,80 e 107 voltas. Ainda, Larson venceu também o segundo segmento com seu Chevrolet Camaro ZL1 nº5, garantindo sua vaga nos Play Off no segundo semestre de 2021 pela bela vitória  A pista de asfalto tem 2,4 quilômetros (1,5 milha) com curvas de 12 e 20 graus. Foi a quarta prova do ano e a primeira vitória de Larson pela equipe Hendrick Motorsports. Liderou 107 voltas numa prova sem maiores acidentes. E contou com 30% de público da capacidade total do circuito oval. Três grandes equipes nos dez primeiros lugares. A Penske, a Joe Gibs e a Hendrick Motorsports

Em segundo lugar chegou Brad Keselowski, sempre combativo, com seu Ford Mustang nº2 da equipe Penske, venceu o primeiro segmento e foi muito bem na prova.

Em terceiro foi Kyle Bush com seu Toyota Camry nº18

O Resultado

Denny Hamlin com seu Toyota Camry nº 11 da equipe Joe Gibbs chegou em quarto lugar.

Em quinto foi Ryan Blaney com seu Ford Mustang nº12

Em sexto lugar chegou Martin Truex Jr. com seu Toyota Camry nº19

Em sétimo lugar foi Christopher Bell com seu Toyota Camry nº 20 da equipe Joe Gibbs Racing

Em oitavo chegou Willian Byron com seu Chevrolet Camaro nº24

Em nono lugar chegou Joey Logano com seu Ford Mustang nº22 da equipe Penske

E o décimo foi para Erik Jones com seu Chevrolet Camaro ZL1 nº43

Cenas das 400 Milhas de Las Vegas

Texto, montagem e tradução Francis Castaings  - Fotos/Photos from Getty Images - Nascar National Association for Stock Car

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

© Copyright - Site http://www.retroauto.com.br - Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução de conteúdo do site sem autorização seja de fotos ou textos

Role a página para saber um pouco da história da Nascar no final desta

Volte a página principal



Nascar - National Association for Stock Car Auto Racing - Nascar Cup Series - Campeonato de 2021

Homestead Miami Speedway - Dixie Vodka 400

Terceira etapa da Nascar Cup Series, três pilotos já classificados para o Play Off, sendo que desta vez foi a vitória de William Byron, jovem piloto que se mostrou muito bem preparado para enfrentar os grandes. Venceu o segundo segmento de forma espetacular com seu Chevrolet Camaro nº24 da equipe Hendrick Motorsports. Esta é uma pista de asfalto, áspera, com 1,5 milha(2,4 quilômetros) com duas retas longas com o mesmo comprimento e curvas com inclinações de 18 e 22 graus. Foram três segmentos com 80,80 e 107 voltas sendo que Byron liderou 102 voltas com galhardia. O grande desafio foi o desgaste dos pneus que duravam uma média de 66 voltas, mas após a última para no terceiro segmento vários competidores apostaram e conseguiram bons resultados. Medias de até 157 milhas por hora (268 km/h) nada mal para um carro que pesa 1.500 quilos e nesta prova estava com motor preparado para ter potência de 550 cavalos. Foram três horas e 14 minutos de prova nesta pista que foi inaugurada em 1995. E contou com um pequeno público

O segundo lugar foi para Tyler Reddick da equipe Richard Childress Racing com seu Chevrolet Camaro Zl1 nº 8. Outro jovem piloto de destaque que estava com um carro muito rápido.

O terceiro lugar foi para Martin Truex Junior que chegou a ameaçar os líderes nos dois último segmentos com seu Toyota Camry nº19

O Resultado

O quarto lugar foi para Kyle Larson com seu Chevrolet Camaro nº 5

O quinto lugar para Kevin Harvick no Ford Mustang nº4

O sexto lugar para Michael McDowell vencedor da primeira prova do ano. Estava a bordo de seu Ford Mustang nº34

O sétimo lugar para Ryan Newman com seu Ford Mustang nº6

O Oitavo lugar foi para Kurt Bush com seu Chevrolet Camaro nº1

O nono lugar para Alex Bowman com seu Chevrolet Camaro nº48

O décimo lugar, listados aqui, os "Top Ten" foi para Kyle Bush com seu Toyota Camry. Lembrando que os dez primeiros que pontuam contam pontos valorosos para o campeonato.

Cenas da prova

Texto, montagem e tradução Francis Castaings  - Fotos/Photos from Getty Images - Nascar National Association for Stock Car

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

© Copyright - Site http://www.retroauto.com.br - Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução de conteúdo do site sem autorização seja de fotos ou textos

Role a página para saber um pouco da história da Nascar no final desta

Volte a página principal

Nascar - National Association for Stock Car Auto Racing - Nascar Cup Series - Campeonato de 2021

Daytona International Speedway O'Reilly Auto Parts 253 at DAYTONA

Nas duas primeiras provas da Nascar Cup Series (categoria principal) em Daytona houve dois vencedores inéditos. Depois primeira com vitória de Michael McDowell a prova deste domingo 21 de fevereiro de 2021 , no circuito misto da Flórida, o primeiro colocado foi Christopher Bell com seu Toyota Camry nº 20 da equipe Joe Gibbs Racing). Ambos já classificados para o Play Off no final da temporada regular

O  campeão do ano passado Chase Elliott foi quem mais liderou 44 voltas e não teve dificuldade para abrir uma boa vantagem sobre os outros concorrentes. Mas teve problemas em um pitstop, entrou na grama e ainda se envolveu no acidente com Corey Lajoie (Camaro nº7. A cinco voltas do final. Na tentativa de passar Brad Keselowski, Ford Mustang nº2 sofreu um pequeno acidente provocado por Denny Hamlin.

Tudo estava bem para Joey Logano Ford Mustang nº22 da equipe Penske. Mas erroneamente preferiu não parar na última bandeira amarela e não foi capaz de resistir ao ataque de Bell, na penúltima volta. Logano chegou em segundo. O circuito misto ainda é um desafio para a maior parte dos pilotos

O terceiro lugar ficou para Denny Hamlin  com seu Toyota Camry nº11

O Resultado

Em quarto lugar chegou Kurt Busch com seu Camaro nº1

Em quinto Brad Keselowski com seu Ford Mustang nº2 da equipe Penske

Em sexto lugar chegou Kevin Harvick com seu Ford Mustang nº 4

O Camaro pilotado por A.J. Allmendinger chegou em sétimo

Em oitavo chegou Michael McDowell com seu Ford Mustang nº 34

Em nono lugar Ryan Preece com seu Chevrolet Camaro nº37

Completando os dez primeiros, Alex Bowman chegou com seu Camaro nº48

Cenas da prova

Texto, montagem e tradução Francis Castaings  - Fotos/Photos from Getty Images - Nascar National Association for Stock Car

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

© Copyright - Site http://www.retroauto.com.br - Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução de conteúdo do site sem autorização seja de fotos ou textos

Role a página para saber um pouco da história da Nascar no final desta

Volte a página principal



Nascar - National Association for Stock Car Auto Racing - Nascar Cup Series - Campeonato de 2021

Bluegreen Vacations Duel 1 at DAYTONA

Michael McDowell,com seu Ford Mustang nº34 da equipe Front Row Motorsports ganha a primeira prova do ano, a Daytona 500 numa prova muito conturbada.Foi também a primeira vitória de Michael.

Houve a primeira bandeira amarela na terceira volta após um pequeno acidente. Na 15ª volta, um grande acidente envolvendo 16 carros. Um grande Big One que tirou importantes nomes da prova como Martin Truex, Kurt Busch, Ryan Blaney, Erik Jones, Daniel Suarez, Aric Almirola e o pole position Alex Bowman. Para a surpresa de muitos, o alerta de chuvas e raios levou a direção de prova a levantar bandeira vermelha. A chuva veio em seguida deixou a corrida interrompida por mais de cinco horas.

Foram 200 voltas de muitas emoções que entrou noite adentro. Na relargada Denny Hamlin com seu Toyota Camry nº 11 da equipe Joe Gibbs mostrou garra. Ele já venceu a prova por três anos seguidos. Nesta ganhou os dois primeiros estágios e liderava até a última parada nos boxes.Mas os carros da Ford, que entraram mais cedo, voltaram à pista na frente, com Logano seguido por Kevin Harvick, Keselowski, McDowell e Cole Custer. Como se não bastasse, mais um grande acidente a noite.

Na última volta Brad Keselowski com seu Ford Mustang nº2 da equipe Penske provocou um acidente muito forte, com chamas entre os carros que envolveu Joey Logano no Ford Mustang nº22, Austin Cindric também com um Mustang e Kyle Busch (Toyota Camry nº18 da equipe Joe Gibbs) entre outros. Não houve feridos!Os carros estavam a uma média de 199 milhas por hora ( 328 km/h). É uma das pistas mais rápidas do campeonato. Brad e Logano da mesma equipe foram afetados!

Por apenas 0s07 Michael McDowell ganhou a prova. A chegada foi emocionante!

Chase Elliott, com o Chevrolet Camaro nº9 da Hendrick Motorsports foi o segundo.

Austin Dillon com seu Chevrolet Camaro nº3 da equipe Richard Childress Racing chegou em terceiro.

O Resultado

Kevin Harvick que largou muito bem antes da confusão chegou em quarto

Em quinto lugar chegou Danny Hamlin com seu Toyota Camry da Joe Gibbs Racing 

Em sexto lugar foi Ryan Preece com seu Chevrolet Camaro

Em sétimo lugar Ross Chastain com seu Chevrolet Camaro nº42

Em oitavo lugar chegou Jamie McMurray com seu Chevrolet Camaro nº77

Em nono lugar ficou Corey Lajoie com seu Chevrolet Camaro nº 7

E em décimo lugar completando os dez primeiros, o "Top Ten", ficou para Kyle Larson de volta com um Chevrolet Camaro nº5

E o belo carro madrinha (Pace Car ) Chevrolet Corvette C8

Imagens da primeira prova do ano da Nascar

Texto, montagem e tradução Francis Castaings  - Fotos/Photos from Getty Images - Nascar National Association for Stock Car

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

© Copyright - Site http://www.retroauto.com.br - Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução de conteúdo do site sem autorização seja de fotos ou textos

Role a página para saber um pouco da história da Nascar no final desta

Volte a página principal

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 

Nascar - National Association for Stock Car Auto Racing

Um pouco da história e regras. Basta rolar a mesma e verá fotos e comentários das citadas abaixo

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Uma corrida de carros envolvendo várias marcas famosas americanas. Automóveis comuns que rodavam nas ruas e rodovias em todos os Estados Unidos e estavam em todas as concessionárias de marcas famosas como Ford, Mercury, Chevrolet, Pontiac Buick, Cadillac, Dodge, Oldsmobile, Plymouth, Hudson Hornet... e todos com um super motor com oito cilindros em “V” ou seis cilindros em linha com preparações refinadas. Assim foi criada a Nascar ou National Association for Stock Car. Uma disputa espetacular em alta velocidade por pistas que aos poucos foram construídas com curvas e retas inclinadas em todos os Estados Unidos. Abaixo a primeira foto oficial da primeira chegada da Daytona 500 em 1959. Lee Petty está no Oldsmobile 1959 modelo 98 Holiday SceniCoupe, nº42, o carro do meio, acima do Ford Thunderbird nº 73. Perto do muro um Chevrolet Impala.

Na década de 30, um mecânico chamado William H.G (Bill) France tinha um grande projeto. Desejava ir para o sul com a família e deixar esta parte dos Estados unidos mais rica. Chegou a Miami, Flórida, mas foi em Ormond Beach que começou a trabalhar como mecânico.Tudo começou em 1947 quando foi fundada a Nascar - National Association for Stock Car Auto Racing. O circuito com 4,02 quilômetros era um grande traçado oblongo com duas curvas em 90º. Metade do traçado em areia, na praia, que tinha uma boa largura, longe da água em maré baixa e a outra em asfalto na rodovia nacional A1A. Esta praia já servia há anos para testes de velocidades.

Esta reunião aconteceu no Streamline Hotel com vários pilotos e empresários e em fevereiro de 1948 e após 69 dias de reuniões foi fundada e Nascar. Abaixo Lee Petty que venceu em Daytona no ano de 1959 num Oldsmobile 1959 modelo 98 Holiday SceniCoupe. Ele usava o numero 42 e seu filho Richard, que foi um recordista da categoria usava o numero 43 em seus Dodge e Plymouth.

Muitos carros competiam, tinham para-lamas recortados para aliviar peso, alguma preparação e muita habilidade era necessária para os candidatos à vitória. E havia grande publico reunindo pessoas de todas as idades. Era também um desfile de modas, pois havia muitas mulheres bonitas em trajes de banho ou com roupas mais esportivas. Em algumas provas mais de 100 carros estavam na largada.

Aos poucos as fábricas foram se investindo e vários empresários de todos os segmentos interessados em investir nos carros, nos pilotos e fazer muita propaganda em ambos e também dentro e fora da pista. Por volta de 60 carros se alinham no grid de largada uns grudados nos outros.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Os estados americanos que recebem as Provas

A temporada começa em Daytona na Flórida. Depois vai para Las Vegas (Nevada), Phoenix (Arizona), Martinsville, Texas Motor Speedway (Fort Worth, Texas, Bristol Motor Speedway (Tennessee), Richmond (Virgínia) Talladega (Alabama) , Kansas (Missouri), Charlotte (Carolina do Norte) Dover (Illinois), Pocono (Pensilvânia), Michigan International Speedway (cidade de Brooklyn no estado do Michigan), Sonoma ao norte de São Francisco, na Califórnia.

Volta a Daytona para mais uma prova, depois vai para o Kentucky Speedway (Kentucky) New Hampshire Motor Speedway (Nova Inglaterra), Indianapolis Motor Speedway (Indiana) volta à Pocono e depois à Watkins Glen (estado de Nova Iorque) que já foi palco de provas de várias categorias inclusive a Fórmula Um. É o único circuito misto da categoria.

Outra vez em Michigan, Bristol, Darlington, Richmond, Chicagoland Speedway (Illinois), New Hampshire, Dover, Charlotte, Talladega, e Kansas. Depois vai à Martinsville (Virgínia) volta ao Texas, Phoenix e termina em Homestead (Miami) Começa no final do inverno em fevereiro e termina no início de novembro.

Há corridas diurnas e noturnas. A primeira, Daytona 500, recebe cerca de 160.000 espectadores. Os pilotos que pontuam sempre recebem prêmios e aqueles que ganham mais provas se tornam milionários no final da temporada. A família de Bill France, seu filho júnior, tem a posse de todos os direitos do complexo. Além da pista e boxes, há lojas, restaurantes, hotéis, etc

Além dos para-lamas recortados já citados, o piloto era preso ao assento inteiriço por um cinto pélvico ou uma corda! No começo da década de 50 as gaiolas (Roll Cage) já estavam em uso em alguns carros para dar maior proteção ao piloto. Abaixo o Hudson Hornet. Tinha um motor com seis cilindros em linha muito afinado e potentes. Era chamado "The Fabulous Hudson Hornet" e foi tricampeão na NASCAR em 1951, 1952 e 1953

Estes usavam um óculos comum para proteção dos olhos e um capacete com uma proteção lateral de couro como os usados na Segunda Guerra. Não eram muito protetores, mas melhor do que nada. Um piloto que chegou a ganhar uma corrida fez uma gaiola de madeira e foi desclassificado. Abaixo uma dos anos 70.

A velocidade dos carros já estava bem alta nos “Speedway” na década de 60 estavam mais evoluídas, tornando-se peça fundamental do carro. Na década de 70 já eram cronometrados à 350 km/h e causavam embaçamento na visão dos pilotos. A associação dos pilotos profissionais recém criada proibiu as corridas nestes circuitos muito rápidos. Retas e curvas inclinadas, circuitos com 2,4 a 3,5 quilômetros, a aerodinâmica pouco desenvolvida e a trepidação causavam estes problemas. Abaixo um Ford Fairlane 1957.

A gaiola cobria parte da capota, boa parte da frente, um pouco da parte de trás e as portas eram soldadas para dar maior rigidez à carroceria. Abaixo um Plymouth Belvedere 1964 de Richard Petty.

Nesta época quase todos os carros americanos tinham chassi e a corrida era aberta exclusivamente para carros de duas portas. Abaixo um Ford Galaxie 500 1966 cupê. As rodas tinham desenho original, mas mais largas e com cinco furos.

Já na década de 70 os carros estavam mais seguros por dentro e por fora. Para os pilotos novos bancos envolventes, macacões à prova de fogo e a tela na janela era para proteger os braços do piloto em caso de capotagem para que o mesmo não saísse para fora do carro e fosse esmagado pela capota. Abaixo um Ford Thunderbird 1987.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

UM POUCO DAS PISTAS

Abaixo a cidade de Daytona no Estado da Flórida nos Estados Unidos

Daytona - Em 1962 foi feita uma prova de três horas. Em 1964 uma de 2.000 quilômetros e depois, em 1966, as 24 horas de Daytona para o Campeonato Mundial de Marcas. Em 1971 foram reduzidas às 6 horas. Há muito era disputada as 500 Milhas de Stock-Cars e as 200 Milhas para motocicletas de alta cilindrada (500 cm³ e 750 cm³) . Esta famosa pista tem 32° de inclinação nas curvas e é considerado alto. Por isso a suspensão do lado direito do carro é mais alta como os pneus mais largos para compensar e evitar uma quebra ou desgaste maior do conjunto nas curvas inclinadas. Chegava-se, na década de 90, a  montar dois pneus, um dentro do outro. Em caso de explosão do externo o acidente seria menos grave. Muito melhor em qualquer prova, independente da inclinação da pista, ficar na parte de baixo da curva.

Indianápolis - Tem 9° de inclinação nas curvas, são considerados baixos. O circuito de Milwaukee idem. Tem 2,5 milhas de extensão como Daytona.

Pocono - Tem extensão de 2,5 milhas com inclinações de 14° na curva 1, 8° na curva 2 e 6° na curva 3. Pode receber 76 mil pessoas. Recebe provas da Verizon IndyCar Series, NASCAR Sprint Cup, NASCAR Xfinity Series, NASCAR Camping World Truck Series e da ARCA Series (Automobile Racing Club of America). Em todos os boxes estão sempre a direita. 

Watkins Glen -Foi inaugurado em 1948 e passou por uma reforma geral em 1971. Hoje tem 5,4 quilômetros. É um circuito misto que já abrigou provas da Fórmula Um, Can-Am (Campeonato de marcas Canadense e americano), International Race of Champions (IROC) que é uma competição automobilística disputada a cada ano desde 1973 por 12 pilotos entre campeões mundiais e destacados no cenário americano. Os carros usados foram o Porsche Carrera RSR, Chevrolet Camaro, Dodge Daytona, Dodge Avenger e o Pontiac Trans Am. Também há provas do Sports Car Club of America (SCCA) que reuniu carros como o Chevrolet Camaro, Dodge Challenger, Ford Mustang e AMC Javelin. Dos poucos circuitos em que a corrida acontece em sentido horário.

A torcida: Algumas vagas tem que ser reservadas com muita antecedência em corridas mais importantes. Os ingressos se esgotam rapidamente. Desde o começo há uma frase famosa: A marca que vence a corrida no domingo, vende mais na segunda! Por isso tudo é levado muito a sério. Um detalhe interessante: Há torcidas por marca. Quem não quer ver seu carro ganhando? Mas interessante também: Não há brigas entre torcidas!

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Os carros da década de 70

Na década de 70 já estavam muito aperfeiçoados. E velozes! As carrocerias tinham que ser idênticas a da produção em série.  Abaixo o Plymouth Road Runner

O box, a troca de pneus e ajustes.

O temido Dodge Charger Daytona. Depois que sua carreira acabou nas pistas, foi esquecido nas equipes. Hoje vale uma fortuna! No enquadramento um Ford Torino Cobra Talladega.

Aos poucos na década de 60 e 70 as fábricas foram se interessando caso o publico fosse grande. E era, mas ótimas equipes privadas que estavam nas pistas. Com uma constante troca de regulamentos a Ford saiu, mas retornou e também dava muito apoio aos que usavam o Ford Torino Cobra Talladega, sendo que estes nomes eram intencionais. Até 1969 a empresa havia vencido consecutivamente o sétimo campeonato com pilotos de estirpe como David Pearson, Cale e Lee Roy Yarbrough. Grande parte dessas a bordo do Ford Galaxie 500. O Torino tinha motor com oito cilindros em "V”, 7.030 cm³, um carburador Holley de corpo quádruplo e 600 cavalos a 6.000 rpm. Câmbio de quatro marchas manual, tração traseira, chassi em aço reforçado pela gaiola tubular (Roll Cage) e tinha 5,15 metros de comprimento este cupê. Pneus 8,20 x 15.

A Chrysler combatia com o Dodge Charger Daytona e o Plymouth Road Runner Super Bee. O numero 43 já era reservado ao “King”, o Rei Richard Petty. O motor também era um V8 com 6.980 cm³ e também com 600 cavalos á 6.000 rom. Também com quatro marchas, tração traseira e pneus 7,75 x 14. O Charger tinha 5,18 metros e o Road Runner Super Bee 5,5 metros graças aos nada discretos aerofólio traseiro e bico dianteiro usado para melhorar a aerodinâmica. Tinha peso equivalente ao Ford: cerca de 1.750 quilos.

A American Motors com o AMC Matador e a A General Motors tinha o Chevy Monte Carlo com um Big Block (Bloco motor grande) de 427 polegadas cúbicas nas mãos de Junior Johnson/Bobby Allison.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Em 2018

Na década de 90 os carros tinha que ter a mesma carroceira do modelo em série produção. Hoje nem tanto. São quatro marcas que disputaram: A Chevrolet com o SS, a Ford com o Fusion e a Toyota com o Camry.

O Ford Fusion

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Acidentes

Acidentes acontecem em quase todas das 36 provas de todas as categorias. Assim que  confusão acaba e o socorro entra, o carro madrinha (Pace Car) entra na pista na frente de todos e os ficais agitam muito as bandeiras amarelas. Aqueles que saíram ilesos das batidas, vão para os boxes para abastecer (gasolina de 103 octanas) , trocar pneu (cinco furos na roda e pistola pneumática) e fazer reparos na carroceria caso haja necessidade.  Não podem ficar mais do que cinco minutos para todas as tarefas. Em cada curva há no mínimo duas ambulâncias e duas picapes ou caminhos reboque para entrar rapidamente para o resgate ou rebocar um bólido. 

O piloto hoje está muito mais protegido.Capacete integral, tela com maior área, coluna de direção retrátil e um enorme HANS (Head And Neck Support ou Suporte para cabeça e pescoço.

A gaiola atual é muito mais segura que as anteriores

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Patrocinadores

Há um pouco de tudo: O colorido do macacão do piloto, do pessoal do box e do carro está longe de ser enfadonho. Alimentação, bebidas, correios, forças armadas, cervejas, refrigerantes, roupas, peças para carros, lubrificantes e aditivos para carros, locadoras, jornais, revistas, canais de televisão, energéticos, etc.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O centro e os boxes

O trabalho nos boxes é intenso, eles são simples e não há muito espaço. A equipe como em todas as corridas tem que ser rápida na troca de pneus, abastecimento, etc. Um dos donos de equipe teve uma ótima ideia: Contratou atletas!

Chegou primeiro, pagou mais, fica lá dentro!

Na área interna e dentro dentro da pista,  ficam os caminhões das equipes que carregam os carros, trailers onde dormem pilotos e equipes e da arquibancada a grande plateia vê tudo!

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

As principais categorias são:

NASCAR Cup Series que incluem Strictly Stock Series, Grand National Series, Winston Cup Series, Nextel Cup Series e Sprint Cup Series. São provas nacionais, 36 corridas nos Estados Unidos, em vários estados, o principal patrocinador é o energético Monster Energy. Foi fundada em 1948. Os carros tem motores com oito cilindros em “V”, bloco motor em ferro fundido, 5.860 cm³ (358 polegadas cúbicas) de cilindrada, 865 cavalos de potência a 9.000 rpm, arrefecidos a água, tração traseira, carburador de corpo quádruplo e cambio manual de quatro marchas, peso 1.542 quilos. Tem velocidade final de 200 milhas por horas (330 km/h) nos ovais mais rápidos como Daytona e Indianápolis. 

Xfinity Series – Incluem a Model Sportsman Division, Busch Series e Nationwide Series, 33 provas nos Estados Unidos e Canadá. Também com motor V8 e 800 cavalos. Foi criada em 1982.

Os carros atuais são: Chevrolet Camaro ZL1, Ford Mustang e o Toyota Camry na temporada de 2019 e 2020.

Camping World Truck Series inclui a Super Truck Series, Craftsman Truck Series. É uma categoria nacional para picapes leves com 24 provas criada em 1995 e as provas são nos Estados Unidos e Canadá. Todas com motor V8 e 700 cavalos. São a Ford F-150, Chevrolet Silverado 1500 e Toyota Tundra.

Regras para 2019

Nota: Para todas as categorias os prêmios em valores, em dólares, são muito altos. Há vários patrocinadores e quem ganhar, fazer a pole, ficar entre os 5 ou entre os 10 melhores no campeonato a quantia em cinco temporadas passa fácil de um milhão de dólares!

Miniaturas

Lindo Ford Galaxie 500 1963 "Texas Thunder" da fabricante Sun Star na escala 1/18. Vale quanto pesa!

Várias. O Plymouth Richard Petty escala 1/43 é da Racing Champions fabricada em 1992. A que está na embalagem é da Winner's Circle, piloto premiado Rusty Wallace, um Dodge Charger na escala 1/64. As outras são Hot Wheels, alguns da coleção básica outros especiais adquiridos há muito tempo. O amarelo (26) e o branco e azul (6) são Ford Taurus. O nº 32 e 44 são Ford Galaxie de edições especiais. Os Ford Torino Talladega estão com os números 78, 68 e o sem número cor preta é um Ford Thunderbird.  Os que tem número 13 e 45 são Dodge Charger e Dodge Coronet Super Bee. Outro preto é um Chevrolet Lumina nº1 e um Pontiac Grand Prix também de uma série especial. Outros dois verde com teto preto e azul com capô branco são Chevrolet Impala de Danica da temporada de 2010.

Livros: Todos antigos, em inglês sendo que o que está mais a direita é da coleção em quadrinhos francesa, uma edição especial de Michel Vaillant Spécial Steve Warson. Vale a pena apreciar e ler. Aprende-se muito! E observando detalhadamente as fotos!

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Bons Filmes sobre a Nascar - Dias de Trovão, 500 Milhas, Red Line 7000 e Fire Ball.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Texto e tradução Francis Castaings  - Fotos/photos from: Nascar Getty Images - National Association for Stock Car.

Também/Also  Livro Michel Vaillant Spécial Steve Warson, livro/Revista em quadrinhos e fotos de publicação.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

© Copyright - Site http://www.retroauto.com.br - Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução de conteúdo do site sem autorização seja de fotos ou textos.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Volte a página principal do site.