Um Coração para dois

O longevo modelo Alfa Romeo Spider Duetto foi fabricada entre 1966 e 1993 com motores 1.300, 1.600, 1.750 e 2.000 cm³ . O nome "Duetto" foi escolhido num concurso/sorteio envolvendo mais de 1.000 participantes na Itália na década de 60. Uma variedade de nomes, alguns completamente fora de questão e bizarros, surgiram. Até Clara (Claretta) Petacci, amante do ditador Benito Mussolini foi sugerido. O nome de Sophia Loren também!. Quem ganhou um modelo ficou muito feliz! Sua carroceria era da casa Pininfarina e ficou mais famoso por sua participação no filme A Primeira Noite de um Homem (The Graduate) com Dustin Hoffman em 1967.

A tradição de automóveis rápidos sejam sedãs ou cupês, numa das mais famosas empresas de esportivos no mundo, a Alfa Romeo de Milão, é uma tradição desde sua fundação no século passado em 1906. Essa imagem se consolidou nas pistas da Europa, na década de 30 e após a Segunda Guerra, nas décadas de 50,60 e 70 principalmente. É uma marca que tem clubes e aficionados em quase todo mundo, quase uma religião. Na década de 60, ainda se reerguendo do conflito, a Alfa lançava o sedã 1900 que vendeu muito bem e deu um sopro de otimismo nas finanças da empresa. Também neste período, foram lançados o pequeno três volumes Giulia e sua versão esportiva Giulieta.

A apresentação do modelo Spider 1600 aconteceu no Salão de Genebra, na Suíça, em 1966. Seu motor dianteiro como duplo comando de válvulas (tradição da marca) tinha quatro cilindros em linha, longitudinal, com 1.570 cm³, tinha 109 cavalos e atingia a velocidade máxima de 185 km/h. Suas linhas muito curvas eram bonitas, atraentes e modernas, Na frente o destaque para os faróis carenados, para-choques cromados e ao centro o "Cuore Sportivo" identificador tradicional da marca.

As linhas da frente combinavam com a traseira que tinha uma leve caída com muito charme. Tinha capota de lona com acionamento manual e como opcional havia uma rígida. A traseira era chamada de "Coda Longa" , ou seja, traseira longa e não era unanimidade. Alguns achavam a carroceria muito feminina outra um pouco "espacial". Era um esportivo diferente, mas muito atraente!

Em 1967 era lançada a versão 1750 Veloce com 1.779 cm³, dois carburadores com corpo duplo, 118 cavalos a 5.500 rpm, taxa de compressão de 9:1 e torque de 19 mkg.f a 3.000 rpm. Sua tração era traseira e a caixa tinha cinco velocidades. Seu carroceria monobloco tina 4,25 metros de comprimento, 1,29 de altura e 1,63 de largura.

Seu entre-eixos era de 2,25 metros. Pesava 990 quilos. Tinha suspensão independente na frente com braços transversais, molas helicoidais e amortecedores telescópicos.Atrás eixo rígido com molas helicoidais e amortecedores telescópicos. Tinha barras establisadoras na frente e atrás. Calçava pneus 155 SR 15 e tinha freios a disco nas quatro rodas com assistência. Sua velocidade máxima era de 190 km/h e atingia os 1.000 metros em 32 segundos. 

Seu painel era muito bem equipado. Ao centro conta-giros e velocímetro graduado até 220 km/h (na foto 140 milhas) e luzes espia. Ao centro  marcador de temperatura do motor, amperímetro e marcador de nível de gasolina. A capacidade co tanque era de 51 litros. O volante de três raios tinha ótima pega e a alavanca de marchas no assoalho inclinada como todos bons carros da Alfa Romeo.

Em 1968 chegava um modelo menos potente e mais acessível. Era o 1300 Junior com 1.290 cm³, 89 cavalos e ótimos 170 km/h!

Em 1970 tinha frente modificada em poucos detalhes, sem a carenagem dos faróis. 

Campos_do_Jordao_2015_Abril_Vendas__(14)

E traseira reta "truncada" e o porta-malas estava maior.Mesmo para um carro para dois ocupantes era interessante. Agradou aos italianos e compradores de outros países. Já fazia sucesso nos Estados Unidos

Em 1971 chegava o novo Spider 2000 Veloce com 1.962 cm³ e 132 cavalos que o levava a 195 km/h.

Em 1972 o Junior ganhava o motor com 1.570 cm³, potência de 106 cavalos a 6.000 rpm e torque de 13,7 mkg.f a 4.800 rpm. Tinha velocidade máxima de 190 km/h e fazia de 0 a 100 km/h em 10 segundos. O mesmo utilizado no Alfa Romeo Giulia Bertone (Conheça) .

Em 1982 sua carroceria recebia novos para-choques para atender normas americanas, eram maiores, aro no farol circular, friso lateral, rodas raiadas, seta reposicionada e novo spoiler. Era chamada de Spider "Aerodinamica" 3ª geração.

Em 1986 tinha novo painel, volante de madeira e chegava a versão Quadrifoglio verde na versão 2,0 litros e contava com novas saias laterais

O motor tinha 1.962 cm³, 122 cavalos a 5.800 rpm. Toque máximo de 16,6 mkg.f a 4.200 rpm. Tinha comando de válvulas no cabeçote com variação eletro-hidráulico. Tinha injeção eletrônica mulitponto J-Ttronic marca Bosch. Acelerava de 0 a 100 km/h em 9,0 segundos e sua velocidade máxima era de 192 km/h.

Em 1990 tinha a carroceria modificada. Novos vincos laterais, novo spoiler e e grande abaixo do "Cuore", novas lanternas traseiras, rodas com novo desenho, novos retrovisores, para-choques, direção hidráulica, ignição e injeção eletrônica. Novas cores para a carroceria estavam disponíveis. No motor com 2.0 litros tinha 126 cavalos e no 1600 contava com 109 cavalos. Era o Spider "Tipo 4", 4ª Geração (1990-1993)

Visto de trás

Em 1992 era encerrada a produção do modelo 1600. Dois anos depois era o fim da linha Spider Duetto. Por volta de 124.000 exemplares do Spiders foram produzidos em 28 anos, dos quais 88 mil da versão de 2,0 litros. 

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Foi substituído pelo Alfa Romeo GTV Coupé Spider lançado em 1995 com desenho da casa Pininfarina. Seu desenho arrojado e muito bonito lhe rendeu vários prêmios de designer na Europa. Foi fabricado entre 1996 e 2006. Dispunha de motores com quatro cilindros em linha, 1, 8 litro, com duplo comando de válvulas no cabeçote, dezesseis válvulas e conhecido como Twin Spark (duas velas por cilindro) 16V, 2,0 litros com a mesma configuração sendo um com turbo e três V6 com 12 ou 24 válvulas e um com 3,2 litros. Foi fabricado em Arese, Milão na fábrica da Alfa Romeo e depois em San Giorgio Canavese, Turin nos estúdios Pininfarina

Havia um motor com quatro cilindros em linha, 1.970 cm³ e 150 cavalos à 6.200 rpm. O mais apreciado era o V6 com 2.959 cm³ alimentado com turbo gerando 200 cavalos e velocidade final de 235 km/h!

Abaixo o motor com seis cilindros em "V"

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Nas Telas

O filme mais famoso onde tenha aparecido um Alfa Romeo talvez seja A Primeira Noite de um Homem (The Graduate) de 1967. O Drama, estrelado pela competente Anne Bancroft ( Mrs. Robinson), por Dustin Hoffman (Benjamin Braddock) em começo de carreira e a bela Katharine Ross (Elaine Robinson) conta a história de um jovem universitário que começa sua vida sexual como uma mulher mais madura (Anne Bancroft) mas se apaixona depois pela filha dela Katharine Ross.

Como uma ótima trilha sonora de Simon e Garfunkel, prende a atenção do princípio ao fim. E desde o começo Hoffman esta a bordo de seu Alfa Romeo Spider 1600 vermelho, também conhecido como Duetto. E há ótimas cenas com o belo conversível italiano. Que som do motor!

Texto, fotos e montagem Francis Castaings. Fotos sem a logo Retroauto são do Clube Alfa Romeo Argentina                                                                                       

© Copyright - Site http://www.retroauto.com.br - Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução de conteúdo do site sem autorização seja de fotos ou textos.

Volte a página amterior

Volte a página principal